sexta-feira, 1 de setembro de 2017

A Luz no Fim do Mundo

"É triste saber como o amor jovem morreu
Para saber disso, sozinho, alguém chorou.
Mas as nossas memórias são para guardar
Para vivê-las novamente, no nosso sono."

Basicamente a história que quis contar é um grande poema e quando ouvirem o disco, as letras que eu canto são apenas uma pequena parte desse poema, porque foi impossível incluí-las todas (de qualquer das maneiras o poema está todo impresso no disco).
O poema conta a história de dois amantes que se separam. A mulher infelizmente morre e o homem fica tão amargurado pela dor, que um dos deuses apercebe-se de que realmente tinham cometido um grande erro ao levá-la para longe dele. Então, o Deus vem cá abaixo e diz: "Eu posso oferecer-te um acordo se quiseres passar mais uma noite com a mulher que amas, mas terás de sacrificar a tua vida. Terás de passar o resto dos teus dias numa ilha, no fim do mundo, só, apenas por ti." O homem diz que sim, que se sacrifica. Um dia depois ela regressa e passam uma fantástica noite juntos... e adormecem. Quando acorda o homem está numa ilha distante  completamente sozinho, mas não se arrepende, porque foi ele que decidiu e sabe que valeu a pena. Depois de imensos anos naquela solidão, ele receia ficar louco e sabe que precisa de acabar com a sua vida, pois não pode continuar mais. Então, chega à beira de um penhasco, no limite da luz, olha para baixo e reconhece que se vai atirar ao oceano. Quando levanta os braços estes transformam-se em asas e descobre que é um anjo. Já estava morto e não se tinha apercebido. É essa a imagem da capa. 
(Aaron, vocalista e líder da banda My ying Bride à revista Riff / 1999)

"The light at the end of the world" é uma música especial, tocada por uma banda especial. Pelo menos especial para mim, não fosse uma das minhas bandas preferidas. Talvez seja - quem sabe? - uma das melhores músicas jamais feita, que narre o amor eterno. Porque para mim tem tudo. Um lindo poema, tocado por My Dying Bride, uma banda que canta as emoções, a dor e o sofrimento como poucos.









"The Light at The End of the World" / My Dying Bride / 1999

Sem comentários:

Enviar um comentário